Quem vem lá sou eu





Quem vem lá sou eu
nas costas da serpente que abraça o céu
No rabo da sereia que penetra o mar
Na asa da borboleta que fecunda o mel
Nas entranhas da terra boa de plantar
Quem vem lá sou eu... 

Quem vem lá sou eu
Na a água da fonte que mamãe bebeu
Na flamba da chama de coral
No sangue da folha que agué me deu
No pé de loko la do meu quintal
Quem vem lá sou eu...

Quem vem lá sou eu
Na lama do mangue de maracangalha 
Na flecha no arolê de odé
No fio da navalha
Na pena vermelha de ecodidé
Quem vem lá?
Share on Google Plus

About Sueide Kintê

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário